Bolsonaro diz que vai conversar com parlamentares sobre Previdência

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (28) que vai conversar com alguns parlamentares nesta tarde sobre as propostas enviadas pelo governo para o Congresso Nacional, entre eles a reforma da Previdência. “Gostaria de atender mais políticos no Planalto, mas o dia tem 24 horas, tenho que dormir 5 ou 6 horas, por isso não atendo mais gente. Hoje está previsto conversa com parlamentares”, disse.

Entretanto, Bolsonaro preferiu não falar sobre a definição da sua base aliada para aprovação da pauta governista. “Não existe base aliada garantida, os parlamentares são independentes e vão decidir de acordo com o entendimento de cada um. É isso que faz a democracia”, disse.

Leia Também

+ Maia ameaça deixar a articulação da previdência 

+ Moro se reune com Maia e projeto anticrime deve andar

Bolsonaro falou com a imprensa após cerimônia no Clube do Exército, em Brasília, onde também esteve presente o presidente do Senado Federal, David Alcolumbre. “A reforma continua, conversei rapidamente com o Alcolumbre agora, é ideia nossa [dar continuidade], com certeza do [presidente da Câmara dos Deputados] Rodrigo Maia também. É importante não para mim, mas para o Brasil”, ressaltou.

Sobre as divergências com Rodrigo Maia, Bolsonaro disse que isso é “página virada” e que outros conflitos poderão acontecer durante o mandato. “Para mim isso foi uma chuva de verão e o Brasil está acima de nós. Tive um diálogo com Alcolumbre agora, estou à disposição do Rodrigo Maia”, disse.

Além da articulação com a Câmara, Bolsonaro também pretende uma aproximação com a população. De acordo com ele, estão previstas várias viagens pelo país nos próximos meses, como Pará, Amazonas e Paraíba.

Mais para você
Comentários
Carregando ...