Prefeitura diz que tem plano emergencial para minimizar efeitos da greve

De acordo com a STMU, 66 linhas que servem, diariamente, 367 mil passageiros podem ser afetadas.

Para minimizar os efeitos da greve de ônibus em Guarulhos, a Prefeitura foi notificada na última terça-feira (7) sobre a possível paralisação das linhas municipais do transporte público da cidade por tempo indeterminado, conforme informou o sindicato da categoria. Com isso, a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana (STMU) já tem preparado um plano emergencial para atenuar os efeitos desse movimento dos motoristas e cobradores que pode ser iniciado à zero hora desta sexta-feira (10).

Por sua vez, amparada pela legislação, a STMU já informou oficialmente às empresas que durante o período de greve elas terão de colocar nas ruas pelo menos 40% da frota para prestar o serviço à população.

Outra ação definida pela Prefeitura para a greve de ônibus em Guarulhos é a deflagração do Plano  de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese), no qual veículos de permissionários (micronibus), que prestam serviço dos bairros até os terminais de ônibus, irão estender o percurso para  as principais avenidas e à região central da cidade, que normalmente são atendidas pelas concessionárias. Todas as medidas legais estão sendo adotadas pela STMU no sentido de minimizar os transtornos à população.

Mais para você
Comentários
Carregando ...