Novos médicos começam a atuar em Guarulhos

Outros 80 médicos fizeram a escolha de vagas e devem ingressar no serviço público municipal até meados de outubro.

Das 147 vagas para médicos abertas pelo mais recente concurso público realizado pela Secretaria de Saúde, 21 foram preenchidas na semana passada e os novos profissionais já estão atendendo a população em 16 unidades de saúde de Guarulhos.

Com isso, o número de médicos admitidos pela atual gestão deverá saltar para 264 no próximo mês, quando somadas todas as contratações dos últimos 32 meses. De janeiro de 2017 a junho de 2019 foram contratados pela administração direta 134 profissionais, além de nove admissões efetuadas pelo Hospital Jesus, Maria e José, quatro pela Associação Saúde da Família, que faz a gestão dos Centros de Atenção Psicossocial, e 16 pela Fundação ABC, que dirige o serviço de pronto-atendimento Maria Dirce e as UPAs São João e Cumbica.

Novas contratações

Por meio deste último concurso público foram admitidos até o momento dois médicos de família, dois geriatras, dois ginecologistas, dois pediatras, dois socorristas pediatras, acupunturista, cardiologista, dermatologista, homeopata, neurologista, otorrinolaringologista, patologista, psiquiatra, socorrista clínico geral, socorrista ortopedista e urologista.

Eles já estão reforçando o quadro na UPA Paulista, nos quatro Centros de Especialidades Médicas (Cemegs), nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) Jardim Cumbica II, Cummins, Carmela, Pimentas, Nova Cumbica, Dona Luíza e Vila Galvão, no Centro de Referência à Saúde do Idoso (Ceresi), no Centro Especializado em Reabilitação (CER-II), no serviço de Pronto Atendimento Dona Luíza e também no Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

As novas contratações refletem os esforços da Prefeitura de Guarulhos para ampliar o número de médicos na rede e melhorar a qualidade da assistência prestada à população. Dentro dessa proposta, logo no início de 2017 a atual gestão homologou concurso público e convocou os aprovados, bem como efetuou 30 processos seletivos para a contratação emergencial de médicos desde abril de 2018 até maio deste ano.

Outras ações

Além disso, a Secretaria de Saúde suspendeu todas as licenças de servidores por interesses particulares, o que resultou no retorno de 40 trabalhadores às atividades, entre eles 23 médicos e 14 outros profissionais de nível superior, incluindo cirurgiões dentistas, enfermeiros, psicólogos e fisioterapeutas. Ao mesmo tempo, a administração municipal reorganizou a rede e o quadro de recursos humanos, com melhor distribuição da força de trabalho para garantir atendimento qualificado em todas as regiões da cidade.

Outra medida adotada pela atual gestão foi a celebração de convênio com organizações sociais de saúde para a gestão do Hospital Municipal de Urgências (HMU) e do Hospital da Criança e do Adolescente (HMCA). O resultado foi o incremento de cerca de 800 profissionais de saúde que estavam lotados nesses serviços nas demais unidades da rede.

Mais para você
Comentários
Carregando ...