População da região do São João e Bonsucesso é convocada para debater melhorias no SUS em Guarulhos

O evento será realizado das 8 às 14h, na EPG Carlos Drummond de Andrade, à avenida Marcial Lourenço Seródio, 469 - Cidade Seródio.

Desde fevereiro, o Conselho Municipal de Saúde, juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, iniciou a programação de uma miniconferência por regional de saúde da cidade, para debater alternativas e propostas para melhorar o atendimento SUS em Guarulhos. Após a realização das miniconferências das regiões Centro e Cantareira, este sábado (16) será a vez da Regional São João/Bonsucesso, que convoca os moradores dos bairros próximos para participar. O evento será realizado das 8 às 14h, na EPG Carlos Drummond de Andrade, à avenida Marcial Lourenço Seródio, 469 – Cidade Seródio.

As miniconferências são etapas preparatórias que, com caráter deliberativo-propositivo, visam acolher as demandas da população e ainda objetivam eleger os 160 delegados regionais que participarão da 7ª Conferência Municipal de Saúde, juntamente com 80 delegados do Conselho Municipal de Saúde. Com o tema central “Democracia e Saúde”, a Conferência será realizada nos próximos dias 29, das 18 às 21h, e30 de março, das 8 às 17h, no Centro Municipal de Educação Adamastor.

Leia Também

+ Programa Saúde Agora abre as UBS Recreio São Jorge e Uirapuru neste sábado

Nas miniconferências, assim como na Conferência Municipal e na Nacional, são debatidos três eixos temáticos: “Saúde como Direito (1)”, “Consolidação do SUS (2)” e “Financiamento do SUS (3)”. Na região Cantareira, que realizou o encontro no dia 23 de fevereiro, foram aprovadas 151 propostas relativas a esses eixos. Sendo as principais indicações para o eixo 1: melhorar a gestão da manutenção e substituição de equipamentos dos CEMEGs, para aumentar o acesso dos usuários e funcionários no atendimento; e garantir recursos humanos, insumos e condições físicas da unidade para que nenhum tratamento seja interrompido.

Para o eixo 2, as sugestões de destaque foram: implantar prontuário eletrônico com número adequado de computadores e melhor qualidade no funcionamento de rede (internet); e criar e implantar um sistema eletrônico integrado e efetivo para disponibilização de prontuários e serviços, como dispensa de medicação e agendamento de consultas em todos os níveis de atenção, visando o atendimento integral do usuário.

Já para o eixo 3, as indicações incluíram: realizar gestão junto ao Ministério da Saúde para rever valores da tabela SUS de consultas e procedimentos de média e alta complexidade; e assegurar o direito ao Pró-Rede a todos os equipamentos de saúde, seja de baixa, média ou alta complexidade.

Segundo o coordenador da 7ª Conferência Municipal de Saúde, Paulo Cristian, todas as propostas serão encaminhadas para a Conferência, que também consiste em etapa preparatória para a 16ª Conferência Nacional de Saúde, que será realizada de 4 a 7 de agosto, em Brasília.

Mais para você
Comentários
Carregando ...