Futebol Feminino de Guarulhos marca presença nos jogos escolares de Bauru

Torneio acontece em agosto, em Bauru, interior do estado e conta com um time de craques

A cidade de Guarulhos será representada nos jogos escolares que acontecem de 01 a 10 de agosto, em Bauru interior do estado. A categoria feminina da Escola Estadual Professor Cyro Barreiros do Jardim Lenise mantém o time na competição com garotas entre 12 e 14 anos que disputarão mais uma fase dos jogos sob o comando do professor – treinador Odirley Carpinteiro.

Dez garotas, um técnico e muita dedicação. A receita dessa combinação de talento e oportunidade se dá com apoio e empenho por parte da equipe escolar e do professor – técnico que relata um imenso carinho pelas jogadoras-alunas além da profunda dedicação para mantê-las no campeonato.

De acordo com Ordiley a escola tem tradição na prática esportiva, com equipes de treinamento em futebol, basquete e tênis de mesa. Ele acredita que o esporte deve ser fundamental pra formação de todo cidadão pois não só fomenta talentos mas, ensina lições valiosas pra vida de cada indivíduo.

Depois deixar para trás equipes de outras escolas da Cidade e do Regional e seguem firmes no sonho de mostrarem que “mulher joga bola muito bem”, conforme afirma a jovem de 15 anos Laura Garcia competidora do time 2 da escola. O colégio mantém atualmente duas equipes de elite no futebol feminino nos jogos escolares mas, somente uma categoria permanece na competição, a das garotas de menos idade.

A escalação dessa superequipe é: Amanda Braga, Andressa Melo, Beatriz Camile, Fernanda Nunes, Gabriela Sales, Letícia Salvador, Maria Luiza, Sabrina Natiele, Vitória Angel e a goleira Lindamilla que não estava presente no dia desta reportagem mas, está confirmada para ida à Bauru.

, Futebol Feminino de Guarulhos marca presença nos jogos escolares de Bauru, Top Guarulhos

Meninas com idades entre 12 e 14 anos que estão no 7° e 9° ano do ensino fundamental, seguras de suas habilidades dentro de campo, elas são opiniosas apesar de um pouco tímidas. Indagadas sobre se tornarem jogadoras profissionais, todas afirmaram que desejam seguir carreira no esporte, apesar dos preconceitos e dificuldades.

Na opinião do professor-treinador Odirley Carpinteiro que recebeu convite para tocar o trabalho que vinha sendo feito desde o ano passado pelo professor Valter Graneiro: “O esporte possibilita aprendizado, disciplina e dedicação e independentemente das escolhas que elas fizerem na vida, lembrarão desses ensinamentos”, afirma.

De acordo com Laura Garcia de 15 anos afirma que junto com outras colegas insistiu para que a escola inscrevesse a categoria feminina no campeonato, assim como em 2018 elas queriam representar novamente a escola na competição.

Esporte é a saída

Elas se reúnem para treinar na quadra do colégio às terças às 15 horas. Unidas, mencionaram o quanto se sentem acolhidas umas pelas outras e que se consideram uma família. Muitas delas se sentem apoiadas pelos pais, mas nem todas.

Entre as meninas há relatos de que a família não concorda com a ideia delas alimentarem o sonho que se tornarem profissionais do futebol. Entretanto, é quase unanimidade que os responsáveis dessas adolescentes preferem que elas estejam dentro da escola e inseridas em atividades esportivas que em qualquer outro lugar em que garotas da periferia e da idade delas poderiam estar.

Inscritas no campeonato e certas de seu talento, as meninas da Escola Estadual Cyro Barreiros conviveram com a incerteza se iriam conseguir a tempo o uniforme padronizado de acordo com as regras do campeonato que exige o nome das atletas, número, nome da escola e do município na camisa, além do caução e chuteiras adequadas para futebol de salão.

A incerteza acabou quando depois de terem a história amplamente divulgada, receberam o patrocínio de pessoas do bem que ajudaram na aquisição dos uniformes para o time.

Marcela Vasconcelos

Mais para você
Comentários
Carregando ...