Acessibilidade e inclusão são temas do I Seminário da Pessoa com Deficiência

Ao longo de toda a quarta-feira (21) a Prefeitura de Guarulhos promoveu o I Seminário da Pessoa com Deficiência no teatro do Adamastor Centro.

Na ocasião, o prefeito Guti relatou os avanços da acessibilidade e inclusão na cidade, como a capacitação em libras para mais de 3 mil pessoas, a conquista do cartão acessível para doenças não aparentes, o programa de fiscalização dos prédios públicos e privados e a calçada azul para garantir acessibilidade.

“São avanços extraordinários para que a gente consiga, de fato, acolher melhor. Precisamos incluir,entender e aprender com todas as diferenças. Este é o compromisso do nosso governo, atender as necessidades de cada pessoa”, disse o prefeito ao destacar a existência de rampas de acesso em todas as unidades escolares da rede municipal.

Iniciativa da Secretaria de Educação por meio do Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógicas (Doep), com apoio da Divisão Técnica de Diversidade e Inclusão Educacional, o evento contou ainda com a presença do secretário de Educação, Paulo Matheus, do subsecretário de Acessibilidade e Inclusão, Toninho Messias, e demais profissionais da educação.

Matheus enfatizou o papel do governo no provimento de condições para que as pessoas com deficiência tenham sua vida e seu aprendizado garantidos. “Estamos expandindo a inclusão dentro das escolas, contamos com mais de 50 salas de AEE (Atendimento Educacional Especializado) e nosso objetivo é dobrar o número de salas no próximo ano. Temos uma política direcionada para prestar um atendimento adequado à população e, principalmente, às crianças da nossa rede”, concluiu.

Com o objetivo de sensibilizar e promover discussões acerca do protagonismo da pessoa com deficiência, considerando sua participação na sociedade em relação às suas potencialidades, o evento contou com apresentações artísticas, palestras, relatos, entrega de certificados, troféus e medalhas aos ganhadores do concurso fotográfico “Desperte seu olhar inclusivo”, realizado pela Subsecretaria de Acessibilidade e Inclusão.

Além disso, foram apresentados os trabalhos realizados no Projeto de Integração Pró-Autista (Pipa), no Centro de Inclusão e Apoio ao Autista de Guarulhos (CIAGG), no Centro Paralímpico Brasileiro (CPB) e nas classes bilíngues da rede municipal, que contaram com a apresentação teatral dos alunos surdos da EPG Crispiniano Soares, destacando o protagonismo do deficiente auditivo. O evento também teve a apresentação do Projeto Música do Silêncio, que integra o núcleo de inclusão musical do Conservatório Municipal de Guarulhos, uma iniciativa que objetiva o ensino de música para crianças, jovens e adultos com ou sem deficiência.

O I Seminário da Pessoa com Deficiência destacou ainda o grande trunfo na história da educação brasileira com a inclusão de crianças com deficiências nos espaços escolares, fomentando a partir do convívio com outras crianças o direito e a oportunidade de conviver e ter acesso a todos os serviços e espaços nos diversos âmbitos sociais.

Para garantir esses direitos, houve em 2015 a promulgação da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (LBI), que entre outros direitos garante a oferta de aulas em libras como primeira língua nas escolas bilíngues, em Braille e tecnologia assistiva a fim de promover autonomia e participação dos educandos surdos ou cegos e outras deficiências.

Lei Brasileira de Inclusão

A LBI foi um propulsor para políticas públicas de inclusão, sendo um marco importante também para consolidar a Lei Federal nº 13.585/2017, que institui a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, celebrando a promoção de ações de inclusão social e de combate ao preconceito e à discriminação da pessoa com deficiência.

Mais para você
Comentários
Carregando ...