Semana do Conhecimento 2018 segue com inscrições abertas

O prazo para a submissão dos trabalhos é 6 de setembro.

Com o tema “A Ciência Para a Redução das Desigualdades”, a Semana do Conhecimento 2018 segue recebendo inscrições de projetos por meio do endereço eletrônico http://semanadoconhecimento.guarulhos.sp.gov.br/.

Organizado pela Prefeitura, por meio da secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação (SDCETI), o evento é direcionado a universitários, empreendedores, estudantes do ensino médio e fundamental, professores, pesquisadores, instituições de ensino, associações, entidades e comunidade acadêmica em geral.

Entre os dias 15 e 19 de outubro, a Semana do Conhecimento vai concentrar quatro principais atividades: Semana da Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento de Guarulhos – SEMCITEC; Feira de Ciências e de Engenharia de Guarulhos – FECEG; ExpoCriatividade e Mostra de Economia Criativa.

Com apresentação de projetos científicos, a SEMCITEC é voltada ao público universitário. A FECEG contempla projetos de estudantes do ensino médio e técnico, de jovens a partir de 15 anos de idade; A ExpoCriatividade expõe trabalhos de alunos do ensino fundamental I e a Mostra de Economia Criativa abrange atividades empreendedoras e inovadoras para o desenvolvimento econômico.

Na edição de 2017, a Semana do Conhecimento mobilizou cerca de seis mil pessoas e recebeu a inscrição de 201 projetos e trabalhos que foram apresentados por 42 instituições e entidades diferentes, envolvendo mais de 600 autores.

A organização do evento conta com expressiva colaboração de Instituições de ensino, entidades de classe, lideranças acadêmicas, empresariais, governamentais e não-governamentais.

Considerando o tema ‘Ciência Para a Redução das Desigualdades’, nesta edição terão participação ativa diversas subsecretarias da secretaria de Assuntos Difusos que desenvolvem poĺiticas públicas de inclusão social para jovens, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, mulheres, negros, idosos e combate ao preconceito e à homofobia.

“A evolução científica e tecnológica têm seu sentido ampliado quando colabora com a superação da pobreza, da miséria, do preconceito, quando promove liberdade e poder às pessoas. Consolidar essa nova visão de mundo é essencial para a construção de um futuro melhor para todos”, avalia o secretário da SDCETI, Rodrigo Barros.

Mais para você
Comentários
Carregando ...