Marcelo Melo e Lukasz Kubot caem nas semis em Washington; Thiem é campeão em casa

O brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot não conseguiram chegar à final do primeiro torneio que serve de preparação para o US Open, o quarto e último Grand Slam da temporada, em Nova York. Neste sábado, a dupla caiu nas semifinais do ATP 500 de Washington, disputado em quadras rápidas na capital dos Estados Unidos, para a parceria formada pelo sul-africano Raven Klaasen e pelo neozelandês Michael Venus, que venceu por 2 sets a 0 – com parciais de 6/2 e 7/6 (7/2), após 1 hora e 18 minutos.

“Hoje (sábado) eles jogaram realmente muito bem. Aproveitaram uma oportunidade logo no começo, depois tentamos voltar. Tivemos a chance de quebrar de volta. Aí no tie-break eles sacaram e devolveram tudo, deram três winners de devolução, aces. Realmente jogaram, vem jogando muito bem. Agora é ir firme em Montreal. Fizemos bons jogos aqui e estamos muito bem preparados para mais um bom resultado lá”, analisou Marcelo Melo.

O próximo torneio de Melo e Kubot será o Masters 1000 de Montreal, que começa nesta segunda-feira. A dupla viaja neste domingo para o Canadá, onde jogarão novamente como cabeças de chave número 2 e vão estrear diante do britânico Andy Murray e do espanhol Feliciano Lopez, que receberam um convite da organização.

TÍTULO EM CASA – Depois de oito tentativas frustradas, Dominic Thiem conseguiu finalmente vencer o ATP 250 de Kitzbuhel, disputado em quadra de saibro na Áustria. Em um sábado de tempo instável e de várias paradas devido ao mau tempo, o tenista local superou o espanhol Albert Ramos Viñolas por 2 sets a 0 – com parciais de 7/6 (7/0) e 6/1.

Dominic Thiem disputa o torneio em seu país desde 2010, com uma única ausência em 2017, e havia perdido na estreia nas duas últimas edições que competiu. Ele ainda foi vice em 2014, mas desta vez conseguiu superar a pressão de jogar em casa e fez uma campanha perfeita, sem ceder um único set nos quatro jogos realizados.

Este foi também seu terceiro título da temporada e o 13.º da carreira. Em 2019, Dominic Thiem foi campeão do Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos, e do ATP 500 de Barcelona, na Espanha, e ficou com o vice em Roland Garros, perdendo na final do Grand Slam de Paris para o espanhol Rafael Nadal.

FEMININO – Recuperada de uma série de lesões em 2019 – teve problemas no punho e no tornozelo -, a italiana Camila Giorgi conseguiu neste sábado a classificação à final do Torneio de Washington. A tenista de 27 anos, atual número 62 do ranking da WTA, obteve a vaga com a vitória sobre a norte-americana Catherine McNally por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5) e 6/2.

Camila Giorgi não vencia uma partida desde o Aberto da Austrália, em janeiro deste ano, tendo disputado apenas três torneios e uma etapa da Fed Cup nesta temporada. Esta será a sua sétima final da carreira profissional – foi campeã na grama de Hertogenbosch, na Holanda, em 2015, e no piso duro coberto de Linz, na Áustria, no ano passado.

A sua adversária na decisão deste domingo será outra norte-americana, Jessica Pegula, que derrotou a russa Anna Kalinskaya, saída do qualifying, por 2 sets a 1 – com parciais de 6/3, 1/6 e 6/1. Aos 25 anos, esta será a sua segunda tentativa de buscar o primeiro título de WTA.

Mais para você
Comentários
Carregando ...