Svitolina avança em Wimbledon e será 1ª ucraniana a jogar semifinal de Grand Slam

Elina Svitolina confirmou a sua condição de oitava cabeça de chave de Wimbledon ao vencer a checa Karolina Muchova por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4, nesta terça-feira, em Londres, e fez história ao se tornar a primeira tenista da Ucrânia a se classificar para a semifinal de um torneio de Grand Slam.

A jogadora de 24 anos jogou por 1h32min para ratificar o status de oitava tenista do ranking mundial e, com o triunfo, se credenciou para encarar na próxima fase a romena Simona Halep, a sétima colocada da WTA, que poucas horas mais cedo derrotou a chinesa Shuai Zhang por 7/6 (7/4) e 6/1.

Halep, sétima pré-classificada, e Svitolina são as duas principais cabeças de chave destas semifinais de Wimbledon, mas a ucraniana admitiu certa perplexidade com o fato de ter conseguido avançar à luta por uma das vagas na decisão. “Isso é incrível. É a primeira semifinal (de um Grand Slam) para mim, e eu na verdade não esperava que isso fosse acontecer aqui. Isso é empolgante e já estou ansiosa por disputá-la”, afirmou a ucraniana após o triunfo sobre Muchova, a atual 68ª tenista do mundo.

Atuando diante da jovem de 22 anos, que realizou campanha surpreendente e nas oitavas de final eliminou a sua compatriota Karolina Pliskova, terceira cabeça de chave, Svitolina sofreu para confirmar o seu favoritismo. Ela chegou a ter o seu saque quebrado por quatro vezes por Muchova, mas converteu seis de 11 break points para encaminhar a sua vitória em sets diretos.

Em outro duelo pelo fim da programação do dia no torneio feminino, a checa Barbora Strycova conseguiu se garantir como representante do seu país na semifinal ao derrotar a britânica Johanna Konta, 19ª cabeça de chave, por 7/6 (7/5) e 6/1.

Na 54ª posição do ranking mundial, Strycova frustrou a torcida local ao surpreender a atual 18ª colocada da WTA na quadra central do complexo de All England Club. Konta almejava se tornar a primeira britânica campeã de simples feminina em Wimbledon desde 1977, mas viu a rival checa aproveitar três de sete chances de quebrar o seu saque e ainda perdeu o primeiro set no tie-break. E ela só conseguiu ameaçar o serviço da adversária por duas vezes, convertendo um destes dois break points.

A próxima adversária de Strycova será a norte-americana Serena Williams, heptacampeã de Wimbledon, que em outro confronto do dia superou a sua compatriota Alison Riske por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/3.

Mais para você
Comentários
Carregando ...