publicidade

Culpa Zero

...Falando em escolhas, melhor que sejam certas.

Mesmo que você tenha um sentimento de inutilidade ou que sua vida não tem valor e, por isso, está deixando sua vida ser regida pelo “Zeca Pagodinho” – “…deixa a vida me levar…”, toda escolha traz consequências. Mesmo que seja a escolha de deixar que os outros escolham por você.

- continua depois da publicidade -

Lembre-se: toda decisão afeta sua vida e a vida das pessoas que estão a sua volta e se você não tomar as decisões conscientes, viverá arrependido.

Por acaso você vive na cidade do arrependimento? Morar neste endereço tem alto custo emocional.

Arrependimento significa chorar, se lamentar, estar cheio de remorso, é prantear por algo que fez ou deixou de fazer.

De quais as coisas nos arrependemos?

Das coisas que falamos ou das coisas que deixamos de falar;

Das coisas que fizemos ou das coisas que não fizemos;

Do que não foi falado em vida para uma pessoa;

Do que foi falado e magoou alguém;

De não ter concluído seus estudos;

De ter comido demais no jantar;

De ter comido a sobremesa;

De ter dedicado pouco tempo aos seus filhos e não ter visto seu crescimento;

De ter gasto tempo demais com aquilo que não tem o menor valor;

De ter trabalhado demais e ter se relacionado de menos;

De reclamar demais e agradecer de menos;

De ter gasto tanto dinheiro com coisas que nem sabe porque comprou;

De ter deixado aquele projeto que estava acompanhando e depois ele se tornou grandioso;

De desistir de um sonho;

De desistir da vida;

De desistir do amor;

De desistir de você.

Sair de um estilo de vida inconsequente, parar de tomar decisões impulsivas, tomar decisões conscientes com planejamento para não precisar viver arrependido requer coragem.

O poder da escolha é um privilégio tremendo, mas também é uma grande responsabilidade, porque só depende de você o resultado. Se “der certo” ou se “não der tão certo”, você é o único responsável por aquele resultado.

Percebeu que não falei: “se der errado?”

Nos estudos de coaching trabalhamos sempre com a hipótese de resultado.

Como todo resultado serve para alguma coisa, inclusive para nos ensinar como não fazer alguma coisa, ele gera aprendizado.

Culpa zero – Analise o cenário, verifique qual a nova ação deverá ser colocada naquele evento para obter o resultado desejado e comece de novo.

Isto o “empodera”, porque a terceirização deixa de existir em sua vida. Depende de você, somente de você e de mais ninguém o seu sucesso.

Você pode escolher como será o resto de sua vida. Você pode escolher se o amanhã será um dia bom ou ruim, se escolher ter uma boa atitude ou uma má atitude. Isto pode gerar uma boa vida ou não.

“O futuro é o passado em construção.”

Tudo o que você tem hoje é fruto das decisões que tomou no passado. E, tudo o que terá no futuro é consequência das decisões que está tomando hoje. Atenção!

Por isso que, sabiamente alguém disse que decisão causa destino.

Portanto, quem causou seu destino foi você. Sem culpa, sem desculpas, sem “vitimismo” e sem mi-mi-mi.

Tomar decisões conscientes traz para si autonomia e responsabilidade e o afasta do arrependimento. Por quê? Simplesmente porque são conscientes na busca de um resultado. Se com aquela decisão não o alcançou o resultado desejado, para tudo! Analise o cenário e comece de novo com NOVAS AÇÕES.

Ter boas atitudes é decisão e isso afetará seu dia, seus relacionamentos e você.

A coisa mais triste no fim da vida é ficar pensando nas coisas de que se arrependeu.

A única maneira de não morar na cidade do arrependimento é fazer escolhas conscientes, consistentes e responsabilizar-se pelos resultados obtidos.

Dão pouco prazer num curto período de tempo, quando o resultado não é o desejado, mas em contrapartida evitam um dissabor por longo período de tempo.

Disciplinar-se sobre como gastar seu dinheiro, sobre as palavras que saem da sua boca, sobre a comida que entra na sua boca e todas as demais coisas ou…, então, viverá arrependido.

Você tem escolhas. Escolha a vida. De preferência a vida plena.

Comece a reconhecer que cada escolha que você faz afeta sua vida e a vida daqueles que estão ao seu redor. Às vezes pagamos um preço muito alto por uma diversão, por um momento de prazer, que podem custar nossa paz de espírito, nosso crescimento ou até mesmo nossa vida e dignidade.

Respeitar seus limites e os limites dos outros, porque “você é mapa e não território.”

Seu destino pode ser mudado com uma má escolha ou pode ser reorganizado com boas escolhas.

Muitas coisas que estão dando errado nas nossas vidas não é culpa do “Tinhoso”. Ele não tem tanta autoridade assim em nossas vidas.

Reconhecer que muitas coisas que estão “dando errado” em sua vida não é culpa do outro, mas, sim, consequências de decisões que você tomou. Logo, ter clareza sobre isto pode trazer a transformação que você precisa para hoje.

Do filme “Antes Que Eu Vá”, baseado no livro de Lauren Oliver:

https://www.youtube.com/watch?v=h0-vqDDo6BI

“Talvez você tenha um amanhã, talvez você tenha 1.000, ou 3.000 ou 10.000, mas para algumas pessoas só existe o hoje. O que você faz hoje é importante para o agora e talvez para a eternidade. E eu vejo as melhores coisas. Eu vejo as coisas que eu queria lembrar e pelas coisas que eu queria ser lembrada. Foi quando eu percebi que certos momentos continuam para sempre, mesmo depois que terminado eles continuam. Eles dão o sentido.”

O que você decidirá fazer HOJE para ter o seu melhor dia? Qual a lembrança que você quer ter deste dia ou deixar na memória das pessoas que estão a sua volta?

PUBLICIDADE

Comentários
Carregando ...